MILWEEK 2021: CENÁRIOS DE UM BRASIL PANDÊMICO

24 a 31 de outubro de 2021

(Fonte: https://pt.coursera.org/learn/alfabetizacao-midiatica)

Ao vivo no Youtube.

A ideia de um evento para refletir sobre o Brasil na pandemia vem de três necessidades:

1) a necessidade de elaborarmos juntos redefinições e ampliações de nossos interesses a ponto de atender às reivindicações de outros grupos, contribuindo inclusive para o alargamento do escopo destas reivindicações.

2) Pensar em soluções de problemas sociais, pensando na dinâmica de desigualdade social que se acirra no período da pandemia no Brasil,

3) que o apelo à reflexão que estamos propondo conjuntamente auxilie a desvendar potencialidades de nossa época considerando processos democráticos.

A tensão entre a reflexão filosófica e as pressões sociais é o elemento central deste evento na perspectiva de uma práxis intelectual que se articula e se envolve (cf. Ailton Krenak) com a realidade, com as comunidades e com o ecossistema. Esse entendimento do papel do intelectual na sociedade está bem elaborado na obra de Michel Debrun, particularmente no seu esforço de pensar a filosofia temática e a importância de compreender o fenômeno da auto-organização (Michel Debrun, 1982).

O Letramento Midiático, Informacional e Diálogo Intercultural, como compreendido pela UNESCO (cf. Alton Grizzle), aponta para uma outra necessidade, a da construção de uma formação sistemática em letramento midiático, informacional e diálogo intercultural devido à importância do impacto da expansão das novas tecnologias de comunicação e informação, compreendendo o papel dos estudos da linguagem, dos processos de ensino aprendizagem, da compreensão da convivência com as línguas e produção de conhecimento locais, incluindo no diálogo diferentes perspectivas que estão ao nosso redor. A universidade pública associada a diferentes atores que dominam os novos modos de circulação de informação pode e deve criar esse fórum de reflexão conjunto em prol do bem comum.

Metodologia

Escolhemos o fenômeno do “Brasil na pandemia” para discutirmos como chegamos até aqui, quais atores fazem parte desse processo e como esses atores estiveram presentes nesse processo. Quais as principais questões que compõem esse fenômeno, quais são os principais elementos estruturantes, quais as perspectivas de superação – haverá superação?

Pautar o tema em sua complexidade e abrangência, considerando os recursos do Letramento Midiático, Informacional e Diálogo Intercultural como um caminho para problematizar de maneira ampla o fenômeno, e pensar os processo democráticos no Brasil pós-pandêmico.

Considerar criticamente em diálogo o papel da mídia, dos meios de comunicação, na formação do bom senso e do consenso, representações, concepções de realidades sociais, construções simbólicas, enfim a comunicação pública que não é colocada em pauta pela concentração dos meios de comunicação no país.

Isso será feito a partir de temas:  Linguagem e Pandemia,  Desinformação e discurso de ódio, O papel da mídia corporativa,A educação na pandemia,  Lawfare – como esse processo contribuiu para a eleição de  Bolsonaro, O que é lawfare; Sérgio Moro e a Lava Jato,   Parceria mídia e Lava Jato,  Povos indígenas e a pandemia, Trabalhos MILID Interculturais: Biblioteca Digital Paiter Suruí, Museu Online Paiter Suruí, Segurança alimentar, Pós-pandemia Xadrez político e desafios no campo democrático.

Programação

25 de outubro

9h –Abertura – MILID e UNESCO MIL Alliance no Brasil

Alexandre Sayad (UNESCO MIL Alliance)

Claudia Wanderley (CLE-UNICAMP)

Eliara Santana (Pesquisadora Independente)

Paula Vermeersch (UNESP)

11h – Linguagem e Pandemia

Anna Christina Bentes (IEL-UNICAMP)

Suzi Sperber (IEL-UNICAMP)

Lúcia Santaella (TIDD/PUC SP)

14h – Desinformação e discurso de ódio

Adail Sobral (FURG)

Sérgio Lüdtke (Projeto Comprova)

Walter Carnielli (CLE-UNICAMP)

Patrícia Blanco (Instituto Palavra Aberta)

16h – O papel da mídia corporativa

Luis Nassif (GGN)

Venício Lima (Professor emérito da UnB)

Junia Zaidan (UFES)

26 de outubro

9h – Lawfare – como esse processo contribuiu para a eleição de Bolsonaro

Maria Luisa Alencar Feitosa (UFPB)

Gisele Cittadino (PUC RIO)

11h – Parceria mídia e Lava Jato

Ângela Carrato (UFMG)

Luis Carlos Azenha (Viomundo)

14h – Projetos Bem-Sucedidos ligados ao Letramento Midiático, Informacional e Diálogo Intercultural

João Antônio de Moraes (projeto FiloLibras)

Tainan Franco (projeto Foca no Enem)

Robson Monteiro (projeto MIL MOOC PT UNESCO e UNICAMP)

Carmem Moretzsohn (projeto Guaruak)

Beatriz Raposo (projeto Biblioteca Digital Paiter Suruí)

27 de outubro

9h – A educação na pandemia

Agnaldo Arroio (USP)

Luana Tolentino (UFOP)

Alexandrina Monteiro (FE-UNICAMP)

Simone Hashiguti (UFU)

11h – Como recuperar a defasagem de aprendizagem na realidade brasileira?

Maria do Pilar Lacerda  (Ex-Secretária de Educação Básica do Ministério da Educação))

Antonio Gois (JEDUCA)

Sandra Cavalcante (PUC MINAS)

14h – Museu Online Paiter Suruí (projeto CLE-UNICAMP)

Bianca Paiva (Estudante UNICAMP)

Felipe Dornelas (Estudante UNICAMP)

Lilian Minotto (Pesquisadora Independente)

Ricardo Brito (Estudante UNICAMP)

16h – Papel da TV com finalidade educativa na difusão do letramento midiático e informacional

Alexandre Le Voci Sayad (UNESCO MIL Alliance)

Leonardo Brant (DeusDará Filmes)

João Alegria (Canal Futura)

28 de outubro

9h – Segurança alimentar

Sérgio Paganini (Ex-secretário Nacional de Segurança Alimentar)

Patrus Ananias (Ex-ministro de Desenvolvimento Social e Combate à Fome)

11h – A pandemia de Covid-19 e suas discursividades

Jane Quintiliano (PUC MINAS)

14h – O papel do SUS na pandemia

Rosana Onocko (Presidente da ABRASCO – FCM UNICAMP)

29 de outubro

9h – Povos indígenas e a pandemia

Rubens Naraikoe Suruí (projeto UNIPAITER)

Gasodá Suruí (Doutorando UNIR, Coord Centro Cultural Indígena Paiter Wagôh Pakob)

Valdir Oliveira (Historiador autodidata)

11h – Pós-pandemia: xadrez político e desafios no campo democrático

Juarez Guimarães (UFMG)

Franklin Martins (Ex-ministro da Comunicação)

Melillo Dinis (Inteligência Política)

Wagner Romão (UNICAMP)

14h – Lançamento de livros

16h – Encerramento

Paula Vermeersch, Eliara Santana, Alexandre Sayad, Claudia Wanderley

Referências

Curso gratuito online Alfabetização Midiática, Informacional e Diálogo Intercultural UNESCO & UNICAMP (2019): https://pt.coursera.org/lecture/alfabetizacao-midiatica/alfabetizacao-e-letramento-midiatico-informacional-e-dialogo-intercultural-Y1gSV

DEBRUN, Michel Maurice. Filosofia política: Gramsci ; filosofia, política e bom senso. 1982. 260f Tese (livre docencia) – Universidade Estadual de Campinas, Instituto de Filosofia e Ciências Humanas, Campinas, SP. Disponível em: http://www.repositorio.unicamp.br/handle/REPOSIP/281338

SANTANA, Eliara; MARI, Hugo. Midiativismo, imprensa e a questão da ideologia. In: BRAIGHI, Antônio Augusto; LESSA, Cláudio; CÂMARA, Marco Túlio (orgs.). Interfaces do Midiativismo: do conceito à prática. CEFET-MG: Belo Horizonte, 2018. P. 212-225. Disponível em: https://interfacesdomidiativismo.wordpress.com/2017/12/07/download-do-e-book/

SAYAD, Alexandre Le Voci. Idade Mídia: a comunicação reinventada na escola; prefácio Gilberto Dimenstein-  São Paulo: Aleph, 2011, ISBN 978-85-7657-119-3

UNESCO (2016). Marco de Avaliação Global da Alfabetização Midiática e Informacional: disposição e competências do país. Disponível em: <http://www.unesco.org/new/pt/brasilia/about-this-office/single-view/news/portuguese_version_of_the_global_media_and_information_liter/>

UNESCO (2013). Alfabetização midiática e informacional: currículo para formação de professores. Disponível em https://unesdoc.unesco.org/ark:/48223/pf0000220418

Alfabetização midiática e informacional: diretrizes para a formulação de políticas e estratégias; 2016. Grizzle, Alton. Alfabetização midiática e informacional: diretrizes para a formulação de políticas e estratégias /Alton Grizzle, Penny Moore, Michael Dezuanni e outros. – Brasília : UNESCO, Cetic.br, 2016. 204 p., ilus. ISBN: 978-85-7652-214-0

Comissões

Organizado pelo CLE/UNICAMP em parceria com a UNESP, Eliara Santana e UNESCO MIL Alliance.

Comissão Organizadora

Claudia Wanderley  CLE/UNICAMP (Presidente)

Paula Vermeersch UNESP (Vice Presidente)

Eliara Santana (Pesquisadora Independente)

Alexandre Sayad (UNESCO MIL Alliance)

Anna Christina Bentes (IEL/UNICAMP)

Jackeline Mendes (FE/UNICAMP)

Lilian Minotto (Pesquisadora Independente)

Felipe Dornelas (estudante UNICAMP)

Bianca Paiva (estudante UNICAMP)

Ricardo Vieira de Brito (estudante UNICAMP)

Cauã Borari [Cauã Nóbrega Da Cruz] (estudante UNICAMP)

Comissão Científica

Claudia Wanderley  (CLE/UNICAMP)

Paula Vermeersch (UNESP)

Eliara Santana (Pesquisadora Independente)

Anna Christina Bentes (IEL/UNICAMP)

Jackeline Mendes (FE/UNICAMP)

Angela Carrato (UFMG)

Maria Luisa Alencar Feitosa (UFPB)

Mariana Peixoto (UFU)

Jane Quintiliano (PUC MINAS)

Simone Hashiguti (UFU)

Suzi Sperber (IEL/UNICAMP)

Como assistir no Youtube ou nos sites parceiros:

onde assistir:

https://www.youtube.com/user/Multilinguisme

[perguntas apenas pelo chat do Youtube]

ou

www.eliarasantana.com.br

ZeitGeist, alexandresayad.com

Quando:

24 a 31 de outubro de 2021 – evento completamente remoto organizado pelo CLE/UNICAMP em parceria com a UNESP, Pesquisadores Independentes e com a UNESCO MIL Alliance

Organização:

CLE/UNICAMP, UNESP,  Eliara Santana, UNESCO MIL Alliance, PPPress

Apoio:

SAE/UNICAMP, FAEPEX/UNICAMP, ZeitGeist, USP, UFU, UFPB, PUC MINAS, GGN, Viomundo

Leave a comment

Your email address will not be published. Required fields are marked *